Santa Casa BHSão LucasIEPFunerária Santa Casa BHCEMIGAP


Polvos de crochê acalmam bebês

09/05/2017

     
Os bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e na Unidade de Cuidados Intermediários da Maternidade Hilda Brandão da Santa Casa BH passaram a contar, neste mês de abril, com uma ajuda especial para sua recuperação: polvos de crochê. Em uma iniciativa pioneira, o hospital foi o primeiro de Belo Horizonte a unir forças com as crocheteiras solidárias do projeto social ‘Polvos de Vida BH’, dando início à distribuição dos ‘polvinhos’ - que quando colocados em contato com os recém-nascidos, trazem mais aconchego aos pequenos.
 
O bebê Enzo Gabriel recebeu, no dia 10 de abril, o primeiro polvo. Já a entrega ofi cial foi realizada no dia 26/04 - contemplando outros neonatos. Criado na Dinamarca em 2013, o projeto já se espalhou pelo mundo. O ‘Polvos de Vida BH’ é o terceiro do Brasil. Apesar de não haver comprovação científi ca, o relato dos profi ssionais de saúde das UTI’s Neonatais e dos pais é de que o polvo acalenta as crianças.
 
De acordo com a gerente da Unidade de Cuidados Materno-infantis do Grupo Santa Casa BH, Cássia Lima, o brinquedo traz alegria, bem-estar e conforto para os bebês prematuros: “contribuindo para a normalização do sono, do padrão respiratório e dos batimentos cardíacos. A semelhança dos tentáculos com o cordão umbilical remete ao útero materno”.
 
A idealizadora e coordenadora do ‘Polvos de Vida BH’, a artesã Raquel Veloso, se emocionou durante a entrega e destacou as instruções para produção do polvo: “é muito gratifi cante saber que o nosso grupo de crocheteiras está colaborando para humanizar o atendimento dos bebês da UTI da Santa Casa. A produção dos bichinhos necessita de atenções específi cas. Sua confecção deve ser feita em linha 100% algodão e o enchimento com fi bra siliconada antialérgica. O fundamental é que o polvo seja crochetado com, no máximo, 22 cm”.


Entrega oficial dos brinquedos (Foto: Almir S. Gomes/SCBH)