Santa Casa BHSão LucasIEPFunerária Santa Casa BHCEMIGAP


Núcleo de Gestão do GSCBH

03/03/2017

     
Com o objetivo de conferir mais agilidade aos projetos do Grupo Santa Casa BH nos próximos anos, sustentando-os com processos de decisão equilibrados, o provedor Saulo Coelho promoveu uma importante reestruturação em sua gestão: no início deste ano, regulamentou o ‘Núcleo de Gestão da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte’, do qual é o presidente, constituído como órgão executivo responsável pelo planejamento, administração e finanças das 6 unidades do GSCBH. Em sua composição, Carlos Renato Couto, diretor Executivo da Presidência; Gonçalo Barbosa, diretor de Finanças, Recursos Humanos e Relações Institucionais; dr. Guilherme Riccio, diretor de Assistência à Saúde; e dr. Porfírio Andrade, diretor Executivo da Santa Casa BH.
 
De acordo com o novo membro, Carlos Renato Couto, a regulamentação do Núcleo reflete o pensamento continuamente defendido pelo provedor de que a gestão colegiada é a forma mais eficaz e eficiente de se administrar. Diante de tantos projetos e desafios propostos pela entidade, dentre eles a Faculdade de Medicina da Santa Casa BH, o novo modelo de gestão garante maior assertividade e consistência nas decisões estratégicas. “A preocupação com uma gestão cada vez mais efetiva é o caminho para se enfrentar as dificuldades pelas quais passa o setor filantrópico”, completou Carlos Renato Couto.
 
Para destacar o projeto da Faculdade de Medicina, Saulo Coelho decretou 2017 como o ‘Ano da Educação na Santa Casa BH’, fomentando mudanças para geração de novos resultados. Na reorganização conduzida pelo provedor - transferindo a administração do Instituto de Ensino e Pesquisa Santa Casa BH para a Provedoria - uma nova composição de lideranças foi implantada na unidade: além do diretor Erlon Campelo, Carlos Renato Couto, nomeado diretor superintendente da Diretoria Administrativa do IEP SCBH, e Daniel Coelho, assessor técnico do IEP SCBH, estão agora responsáveis pela condução do principal projeto do GSCBH no momento.
 
Com o objetivo de buscar novas fontes de recursos para compor suas receitas, a Provedoria da Santa Casa BH também ampliou recentemente o setor de ‘Captação de Recursos não Operacionais’, buscando expandir sua arrecadação junto às esferas pública e privada e direcionando-a para investimentos na estrutura de atendimento ao SUS.