Santa Casa BHCEMSão LucasIEPFunerária Santa Casa BHIGAP


Intercâmbio cultural e de conhecimento

07/06/2017

     
Referência em ensino e pesquisa, o IEP SCBH também abre suas portas para o intercâmbio cultural e de conhecimento de estudantes estrangeiros. Sob a orientação da pesquisadora do Mestrado e Doutorado Santa Casa BH, Profª. Dra. Renata Simões, a francesa Solene Arnoult e o peruano Hugo Rojas são exemplos dessa filosofia do instituto. 
 
Estudante de graduação da Polytech Marseille - Ecole d'ingénieurs d'Aix-Marseille Université (Universidade de Marselha), Solene está fazendo em estágio com a dra. Renata Simões na pesquisa sobre câncer de colo do útero e para entender como funciona um laboratório de pesquisa. “Eu queria fazer um estágio fora do meu país para aprender outras formas de trabalhar, pois penso que é muito enriquecedor entender como os outros países desenvolvem pesquisa. Todos são muito gentis e acolhedores. Ainda não terminei os experimentos, mas, até o momento, estou gostando muito”, afirmou.
 
Já o médico Hugo Rojas veio de Lima para cursar o doutorado no IEP SCBH. Ele está no último ano de estudos na linha de pesquisa clínica e molecular sobre aneurismas intracranianos e defende sua tese ainda em 2017. O dr. Rojas também aprova a experiência na instituição: “está sendo ótimo. Escolhi o IEP justamente pelas linhas de pesquisa, características dos pesquisadores e pelo volume de pacientes da Santa Casa. O doutorado é oferecido em vários países, mas temos que observar onde o desenvolvimento seria melhor para a nossa pesquisa. Na América Latina, o IEP se destaca nessa área”. 
 
Para a dra. Renata Simões, o intercâmbio é muito importante para o IEP e para futuros projetos. “Essa vinda de estudantes estrangeiros mostra a qualidade da instituição para o mercado e para a CAPES como um fator de extrema importância. Quanto melhor formos avaliados, mais bolsas podemos oferecer e mais recursos podem vir para pesquisa. Isso abre outras portas para parcerias com universidades estrangeiras para que os estudantes não só para conheçam a cultura brasileira, mas também a excelência em pesquisa que temos aqui”, explicou.


Dr. Hugo Rojas, dra. Renata Simões e Solene Arnoult (Foto: Almir Gomes/SCBH)