Santa Casa

História de Casa: Ana Maria Rosa

11/10/2019

     
Quem encontra com a assistente administrativo Ana Maria Lúcia da Costa Rosa pelos corredores do Hospital São Lucas, talvez, nem imagine os diversos motivos que ela tem para andar com o sorriso estampado no rosto. A funcionária do setor de Hospitalidade trabalha há quase 15 anos na instituição e é um exemplo de dedicação, crescimento e busca dos sonhos.

Em 2005, ela foi contratada como auxiliar de serviços gerais do hospital. Ficou na função por cinco anos, até ser convidada para trabalhar na rouparia. “Na época, gostaram muito do meu trabalho e perguntaram se eu tinha interesse em mudar de área. Nem sabia que podia”, relembra Ana.

A funcionária aceitou o convite e se dedicou a fazer bem os serviços demandados na nova função. Até que, em 2015, uma supervisora surgiu com uma proposta que não tinha passado pela cabeça de Ana, concluir o ensino médio. Nos dois anos seguintes, a profissional abraçou mais esse objetivo e estudou.

Com isso, mais uma oportunidade surgiu em sua vida, ser promovida a assistente administrativo. “Esse é um momento marcante na minha vida no São Lucas, quando me convidaram para ir para a Hospitalidade. Foi um passo muito grande para uma pessoa que veio da higienização. Quando fiz a entrevista, a psicóloga chegou a me perguntar se eu tinha noção do passo que eu estava dando. Eu não tinha ideia, mas foi muito bom. Nunca tive medo de encarar os desafios”, orgulha-se.

Hoje, Ana já colhe os frutos desse empenho e da vontade de sempre ir além. Extremamente carismática, ela é muito querida pelos colegas de trabalho e pelos pacientes, principalmente, pelo seu alto astral contagiante. “Adoro abordar as pessoas nos quartos. Quando eu chego, elas estão tristes e eu tiro um sorriso daquele rosto. Pra mim é gratificante. Sinto como se tivesse ganhado meu dia”, destaca.


E a assistente administrativo segue determinada em alcançar novos objetivos. Ela cursou radiologia e já sonha em colocar em prática tudo o que aprendeu. “Sempre gostei do meu trabalho e fui dedicada desde o primeiro momento em que pisei no Hospital São Lucas”.

Por fim, ela deixa um recado que ilustra o sentimento de fazer parte do Grupo Santa Casa BH. “A partir do momento que você foi escolhido para entrar aqui, não deve pensar apenas na questão financeira. Pois, aqui é uma instituição que acolhe, dá carinho e ajuda muitas pessoas”, afirma Ana.