Grupo Santa Casa BH economiza milhões desenvolvendo seus próprios aplicativos

     

O Grupo Santa Casa BH (GSCBH) possui atualmente 70 aplicativos internos em operação, que foram desenvolvidos por sua Gerência de Tecnologia da Informação. Os sistemas são disponibilizados no Portal de Micro Aplicativos do GSCBH e, por serem desenvolvidos internamente, geram, em média, uma economia anual de mais de R$ 2,5 milhões aos cofres da instituição. Além disso, a própria utilização destes aplicativos trazem outros benefícios, como a otimização na gestão de processos e recursos, e redução de custos dos setores que os utilizam. Os programas também viabilizam ganhos importantes como agilidade do atendimento, mais segurança para os pacientes e redução do uso de papel.

Os sistemas internos atendem às áreas administrativa, assistencial e de suporte. Entre os programas, se destacam o de Gestão de Pessoas, que possibilita desde o recebimento do currículo de candidatos até a avaliação periódica do funcionário; já o Sistema de Pedidos de Materiais (SPM) viabiliza todo o processo de compra de itens: da solicitação até a entrega do produto e o estoque no Almoxarifado.

Alguns programas desenvolvidos internamente resultam em grande economia para a instituição. O controle de acesso (catracas, relógios de ponto e outros dispositivos), por exemplo, representa uma redução de custos estimada em R$ 300 mil / ano. Se fosse adquirido de uma empresa de softwares, o Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ) custaria R$ 500 mil por ano à Santa Casa BH. O aplicativo criado pelo GSCBH não apenas é eficiente, como ainda possui o BSC (Balanced Scorecard) – metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida na Harvard Business School (HBS).

Outro aplicativo que se destaca é o Sistema de Gestão de Rouparia do Bloco Cirúrgico. Desenvolvido por estagiários (na época) por apenas R$ 600, o programa economiza para a instituição cerca de R$ 40 mil por ano. Em reconhecimento, os responsáveis pela criação do sistema foram contratados como funcionários do GSCBH.

O Sistema de Gestão de Contratos (SGC) faz todo o workflow (fluxo de trabalho) dos contratos do GSCBH, desde a solicitação à gestão dos pagamentos aos prestadores, garantindo a eficiência do processo, redução de custos e controle sobre os serviços prestados, proporcionando melhor atendimento aos pacientes.

Outros projetos em desenvolvimento

Até o final de março, o Centro de Especialidades Médicas Santa Casa BH (CEM SCBH) terá prontuário com certificação digital. Isso significa eliminação do uso de prontuários de papel.   Também está sendo desenvolvido o Sistema de Gestão do Corpo Clínico Geral (todas as unidades do GSCBH), que permitirá o controle de informações sobre os médicos, como dados pessoais, locais onde prestam serviço, especialidades, gestão de pagamento de honorários, entre outras.

Outros projetos importantes devem entrar em operação ainda no primeiro semestre de 2018. Uma das novidades é a utilização de nuvem Microsoft Azure em várias aplicações, como sistema Soul MV; Backup de dados; Service Desk; e B.I (Business Intelligence) – ferramenta de apoio de tomada de decisão executiva.

Também deve entrar em operação o PACS (Picture Archiving and Comunication System) nos serviços de Radiografia Digital (DR), Tomografia, Ressonância, Ultrassom e Hemodinâmica. Tecnologia que vai garantir mais velocidade na disponibilização de laudos destes exames para o paciente e o médico (transmissão online e arquivamento em nuvem), diagnósticos de imagem mais eficientes e redução do tempo de internação do paciente.