Gentileza Digital

17/07/2019

     

Realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, o projeto Gentileza Digital passou a ser oferecido aos moradores do Instituto Geriátrico Afonso pena (IGAP) em 1º/7. A unidade recebeu quatro microcomputadores com sistema operacional Linux, adaptados especialmente para facilitar o aprendizado. As letras das teclas são maiores e os equipamentos também contam com mouse estacionário de esfera, possibilitando melhor adaptação às pessoas que têm mobilidade reduzida.

A princípio, 15 moradores da unidade devem ser beneficiados com o projeto de inclusão digital. Eles receberão aulas às segundas e quintas-feiras, em dois horários: 14h30 às 15h30 e 15h30 às 16h30. “O projeto possibilita mostrar que o mundo está ao alcance de todos, por meio do computador. São muitas possibilidades com o Google, o Youtube e as redes sociais, além de jogos que estimulam a criatividade e a memória”, explica o instrutor Anderson Vilela Amorim.

Idealizado pelo Movimento Gentileza – ação voluntária coordenada pela primeira-dama de Belo Horizonte, Ana Laender, o projeto contempla 28 Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs).  “Os moradores serão apresentados a essa nova possibilidade de entretenimento, educação, lazer e conhecimento. Estamos muito felizes com essa iniciativa. Isso demonstra compromisso do poder público com os idosos de BH”, comemora Alessandra Borges, coordenadora do IGAP.