Santa Casa BHSão LucasIEPFunerária Santa Casa BHCEMIGAP


Equipe multidisciplinar da Santa Casa BH realiza trabalhos para o desenvolvimento de bebês prematuros

16/11/2017

     

O Dia Mundial da Prematuridade é lembrado em 17 de novembro. A cor tema da campanha criada em 2009, é a roxa. A iniciativa surgiu com objetivo de chamar a atenção para o problema, que atinge 11,5% das crianças nascidas no Brasil, conforme dados de pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz, em 2016.

Para abraçar a campanha do Novembro Roxo, a Unidade de Cuidados Intensivos Neonatal (UTIN) da Santa Casa BH (SCBH) foi decorada com a cor. Uma forma de demonstrar carinho com os recém-nascidos e suas famílias. No dia 17, os bebês prematuros receberão tiaras de tricô, confeccionadas e doadas pela Associação das Voluntárias da Santa Casa (AVOSC).

Outra ação desenvolvida na unidade foi a criação de um quadro com laços roxos, para que os funcionários e pais retirem o adereço da campanha e deixem uma mensagem de carinho.

A equipe multidisciplinar da unidade, composta por médicos, enfermeiras, nutricionistas, assistentes sociais, fisioterapeutas e psicólogas, passou por treinamentos realísticos que abordaram manuseio mínimo, banho de fralda, doação de leite, administração do colostro/colostroterapia.

A prematuridade na SCBH

A UTIN desenvolve um trabalho contínuo de cuidados com os recém-nascidos prematuros e seus familiares. A incubadora é coberta para ter efeito “blackout” e o bebê fica acomodado em um aconchegante “rolinho”. A manipulação é mínima, possibilitando ciclos de sono. Tudo para recriar – ou pelo menos aproximar – o conforto que havia no útero.

A saída da UTIN ocorre de forma gradativa e planejada. O método “canguru” fortalece o vínculo entre mãe e bebê, encoraja a amamentação e o toque de pele com pele. Cercado de cuidados e carinho, o recém-nascido se fortalece e é preparado para deixar a unidade de tratamento intensivo.  O passo seguinte é o encaminhamento da criança e pais à Unidade de Cuidados Intermediários.

Desde o nascimento, a equipe multidisciplinar desenvolve um trabalho importante junto à família, que deve se preparar para o acolhimento do bebê. Às terças-feiras, um grupo de apoio se reúne e discute as diversas situações que envolvem os cuidados necessários para o desenvolvimento da criança.