SCBH e CEM passam a integrar o Projeto Hospitais Saudáveis

04/09/2018

     
PHS é voltado à proteção ao meio ambiente e à saúde do trabalhador, do paciente e da população em geral.

O Grupo Santa Casa BH (GSCBH) acaba de conquistar mais um importante reconhecimento por sua responsabilidade ambiental. Neste mês de agosto, duas de suas unidades – o Centro de Especialidades Médicas Santa Casa BH (CEM) e a Santa Casa BH – passaram a integrar o “Projeto Hospitais Saudáveis” (PHS): uma associação sem fins econômicos, dedicada a transformar o setor saúde em um exemplo para toda a sociedade em aspectos de proteção ao meio ambiente e à saúde do trabalhador, do paciente e da população em geral.

A preocupação com a destinação correta dos resíduos hospitalares motivou a iniciativa de criação do PHS. “A assistência à saúde, como toda atividade produtiva, gera impactos ambientais e sanitários. No Brasil, assim como em diversas partes do mundo, esses impactos são agravados pela precariedade da infraestrutura nas regiões mais pobres e pela falta de informação e de ações coordenadas”, esclarece a organização não governamental em seu site.

Em Minas Gerais, a Santa Casa BH é o quinto hospital a se tornar membro institucional do PHS. Em Belo Horizonte, é a segunda instituição a integrar a associação. “Conseguimos ingressar porque cumprimos os requisitos propostos, sendo eles o comprometimento com a saúde ambiental da instituição e o desenvolvimento de ações sustentáveis”, explica o gerente de Meio Ambiente e Sustentabilidade do GSCBH, José Daniel Gonçalves Júnior.

De acordo com José Daniel, a participação na rede de Hospitais Verdes envolve o empenho do GSCBH em objetivos para cada unidade, cumprindo a Agenda Global Hospitais Verdes e Saudáveis. “No período de 12 meses devemos elaborar ações a fim de cumprir os desafios propostos, que são projetos nas áreas de resíduos e energia para a Santa Casa BH e resíduos e liderança para o Centro de Especialidades Médicas”, esclarece.

Este ano a Santa Casa BH também recebeu o selo verde Green Kitchen de Cozinhas Sustentáveis, como reconhecimento por práticas ambientalmente corretas na produção de refeições para seus pacientes e acompanhantes, além da adoção de medidas ambientais e adequações da cozinha. O novo reconhecimento atesta a preocupação da instituição com a preservação do meio ambiente. “Com a participação no Projeto Hospitais Saudáveis, fazemos parte de um time seleto de instituições de saúde que se responsabilizam a desenvolver ações a fim de promover maior sustentabilidade e saúde ambiental no setor assistencial”, comemora José Daniel.