Apresentação

11/11/2016

     
A Santa Casa BH foi a primeira instituição de saúde instalada em Belo Horizonte no final do século XIX. Fundada em 1899, 2 anos após a inauguração da capital mineira, funcionou inicialmente em um pavilhão construído na esquina da rua Ceará com avenida Francisco Sales, atendendo a população carente da cidade durante décadas. Ao longo dos anos, novos setores - como o histórico prédio da Maternidade Hilda Brandão e o pavilhão Miguel Couto - foram erguidos no entorno do pavilhão original para ampliação do atendimento da instituição. Na década de 1940, por iniciativa do então provedor José Maria Alkmim, foi construído um novo hospital a partir de um projeto do renomado arquiteto Raffaello Berti.
 
Inaugurado em 1946, o atual edifício da Santa Casa BH possui 13 andares com 4 grandes alas cada um, abrigando modernas unidades de atendimento com UTI’s e alas de enfermaria de alto padrão. Reunidos em um único quarteirão, outros 9 prédios anexos compõem a Santa Casa BH. Seu Centro de Admissão e Diagnóstico Inicial (CADI) - primeiro centro especializado em diagnóstico da capital mineira, em operação desde 2011 - tornou-se referência no Estado.
 
Com 19 salas cirúrgicas para procedimentos de média e alta complexidade, a Santa Casa BH reúne o maior número de leitos de UTI, em um único edifício, destinados exclusivamente a pacientes SUS. O atual padrão de atendimento do hospital está entre os melhores do país.
 

Confira alguns dos principais indicadores (em média - dados de outubro de 2016):

- Maior hospital e maior prestadora de serviços ao SUS em Minas Gerais.

- Em 2015, foi o hospital mineiro que mais internou pelo SUS e o 3º do Brasil.
 
- Líder no estado em número de leitos SUS (1.037)
 
-  170 leitos de UTI (o maior número de leitos, em um único hospital, no país)
 
- 35 especialidades médicas

- 19 salas cirúrgicas para procedimentos de média e alta complexidade

- 115 internações por dia

LIDERANÇA EM MINAS GERAIS

- Cirurgias do aparelho respiratório
- Cirurgias do sistema nervoso central
- Cirurgia de mama

- Cirurgia oncológica (para pacientes de até 18 anos)
- Quimioterapia (para pacientes de até 18 anos)
- Radioterapia (para pacientes de até 18 anos)
- Transplante de orgãos e tecidos, coleta e acondicionamento de medula

Fonte: SAME/Assessoria de Planejamento e Tec. da Informação do GSCBH

Para um hospital dessa envergadura, foram demandados grandes investimentos. Ao longo dos anos, a instituição contou com o apoio da iniciativa privada, sempre útil na complementação orçamentária da maioria das entidades filantrópicas do país. Um bom exemplo é o apoio do médico, banqueiro e empresário dr. Aloysio de Andrade Faria, cujas doações de equipamentos hospitalares de última geração tornaram possível a revitalização de duas grandes UTI’s nos últimos anos.

Enquanto principal unidade do Grupo Santa Casa BH, a Santa Casa BH é o maior núcleo de prestação de serviços na área de saúde em Minas Gerais. Atuando em 35 especialidades médicas, atingiu a marca de 1.086 leitos de alto padrão destinados ao atendimento SUS, ao final de 2014, com o projeto Santa Casa Mil Leitos SUS. Mais do que um acréscimo no número de leitos, o empreendimento representou um avanço no modelo de saúde pública, estabelecendo melhorias no atendimento - tornando-o ainda mais humanizado - e aliando tecnologia de ponta a assistência especializada. Desde a implantação do projeto, em 2008, o número de leitos foi ampliado e o índice de internações cresceu 67% e o atendimento às demandas de alta complexidade subiu 50%.

Além de implantar mudanças na estrutura física, os contínuos investimentos promoveram capacitação e qualificação de funcionários, aumento no número de procedimentos e internações e - resgatando um compromisso histórico com o corpo clínico - proporcionaram melhores condições de trabalho aos médicos do hospital, assegurando-lhes modernos equipamentos e todo o apoio logístico necessário para a manutenção do alto padrão de qualidade na assistência aos pacientes.

 

DECLARAÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA
A Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte é uma entidade de utilidade pública conforme a lei 6.270, de 24/11/1992 (Municipal); 11.127, de 07/07/1993 (Estadual); e 47.778, de 09/02/1960 (Federal).


DECLARAÇÃO DE FILANTROPIA
A Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte é certificada como "Entidade Beneficente de Assistência Social" (antiga Entidade de Fins Filantrópicos), conforme documentos expedidos pelo Conselho Nacional de Assistência Social da Previdência Social.